A alma na vértebra, a alma nos rins, a alma nos cotovelos

É de 1810 esse texto do Kleist, “Sobre o teatro de marionetes”, que tem várias traduções para o português, no Brasil e em Portugal, e que faz do centro de gravidade de um corpo a sua alma, como quem trouxesse para o teatro e a dança as consequências de Newton.

kleist

Duas das traduções online: na Revista USP, com introdução de notas de J. Guinsburg, em 1993; na coleção Os Cadernos de Cultura, do MEC, a tradução de Paulo Mendes Campos, de 1952:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s